■ Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

■ Tags

todas as tags

■ Subscrever feeds

Conferência de Copenhaga - 2009
Conferência de Poznan - 2008
Conferência de Bali - 2007
Conferência de Nairobi - 2006
Quinta-feira, 2 de Dezembro de 2010

Como será a Europa em 2050?

Ninguém sabe. Mas a European Climate Foundation propõe-nos uma viagem de 40 anos até lá.

Aqui ficam alguns dos possíveis acontecimentos que marcam esse percurso no tempo:

Uma taxa de carbono para 2012? Pico mundial de petróleo em 2019? Introdução de portagens de carbono em 2022? Será possível em 2026 o Reino Unido cortar as suas emissões de carbono em 70%? E Frankfurt ser a primeira cidade carbono-zero em 2033?

 

Tudo para chegar a 2050 com a Europa a ser o primeiro continente neutro em carbono.

 

Veja o vídeo:

 

por Quercus às 15:43
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Novembro de 2010

Roadmap 2050 – Um guia para uma Europa Baixa em Carbono

A European Climate Foundation lançou um novo estudo sobre o Sistema Europeu de Energia no futuro – Roadmap 2050 - que pretende trazer uma nova ambição e compreensão para este debate.

 

Discutido em Lisboa, numa conferência organizada pelo Programa Gulbenkian Ambiente, no passado dia 9 de Novembro, este estudo foi classificado por alguns dos oradores como dos melhores trabalhos já realizados neste âmbito.

 

Roadmap 2050 em http://www.roadmap2050.eu

 

por Quercus às 16:49
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Outubro de 2010

A indústria europeia consegue reduzir as emissões em 80%

A Rede de Acção Climática (CAN) – Europa lançou um relatório que mostra serem possíveis reduções de 80% nas emissões na indústria europeia, usando as mais recentes tecnologias disponíveis e sem prejudicar a competitividade europeia.

Este relatório evidencia os detalhes tecnológicos para alcançar este nível de redução de emissões em três das indústrias mais importantes da Europa - papel, cimento e siderurgia – sem que isso resulte em perda de competitividade ou emprego.

Para evitar as consequências mais graves das alterações climáticas, é necessário que os países desenvolvidos reduzam as suas emissões entre 80-95% até 2050, comparando com os níveis de 1990. O relatório encomendado pela CAN – Europa mostra que esta redução é possível com tecnologias já existentes ou em fase piloto/demonstração, que irão atingir a maturidade no mercado 2020 e 2030.

por Quercus às 15:31
link do post | comentar | favorito

■ Siga-nos no Twitter

■ Pesquisar

 

■ Arquivos

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

■ Site Oficial COP16

Página Oficial

■ Links

logo da Quercus
blogs SAPO